Análises

Forza MotorSport 4

Quando a série Forza foi apresentada ao mundo, tive o privilégio de conhecer pessoalmente o produtor da Turn 10 Studios em Los Angeles e em breves momentos trocámos impressões sobre o rumo dos jogos de condução e o seu futuro. Ele disse-me que os jogos de condução têm uma das maiores bases de jogadores e que o futuro passa inevitavelmente pela sua série. Por esta altura a concorrência estava a léguas do plano da produtora, mas hoje em dia podemos ver que a maior luta de concorrente se passa precisamente nos jogos de condução entre o Forza e o Gran Turismo.

O novo jogo da Turn 10 Studios é um hino de alegria ao desporto automóvel, oferecendo a todos os seus adeptos a melhor simulação desportiva da actualidade. A série Forza MotorSport conseguiu em pouco tempo ultrapassar a concorrência, tudo fruto de uma ligação muito estreita com a comunidade e adaptações que foram encaixadas na base do título como se de um puzzle se tratasse. No final temos um gigantesco mundo repleto de corridas e uma das maiores montras de carros da indústria dos videojogos.

O poder de Forza 4 assenta num sólido modo carreira que percorre todos os continentes oferecendo aos seus jogadores, uma enorme variedade de desafios. Desde o novo Top Gear que decorre em solo britânico passando pelas corridas nos famosos circuitos de Le Mans, Indianópolis e Nürburgring. Com mais de 500 carros, o título editado pela Microsoft oferece a maior longevidade do momento. O percurso do jogador alonga-se por várias etapas, cada uma passando por determinados circuitos que desafiam-nos a guiar específicos bólides. À medida que se avança na carreira, o novo piloto tem acesso a melhores veículos e ao mesmo tempo acesso a mais desafios.

Para além do modo Carreira, Forza 4 oferece um modo muito especial que se chama Autovista e que é a melhor forma do jogador interargir com os seus carros de sonho. Aqui ele vai poder sentar-se dentro do potente Ferrari F50 e examinar ao pormenor todo o seu interior, bem como o motor, faróis e porta-bagagem do mesmo. Este modo e o modo Free Play podem ser manipulados através do Kinect, tornando a experiência idêntica à do filme Minority Report, onde Tom Cruise revê os pormenores dos seus carros com o simples deslizar das suas mãos num ecrã transparente.

O modo Comunidade foi a solução que a Turn 10 encontrou para se ligar com todos os seus fãs. Nele os jogadores podem criar clubes e criar desafios privados ou mesmo partilhar os carros de cada membro. A maior novidade reside no modo Rivals que com o modo Carreira prolongam até ao infinito a longevidade deste título.

Forza MotorSport 4 é neste momento o melhor simulador de automóveis. Com a promessa de um novo pacote de carros todos os meses, intercalados com novos desafios, este é o jogo que se deve adquirir em tempos de crise. E o que eu escrevo é pura verdade, dando como exemplo o meu jogo. Neste momento, estou no nível 102, já completei por duas vezes o modo carreira e nem metade dos eventos secundários consegui terminar. As pilhas alcalinas duram muito menos que este jogo da Microsoft.

 

Artigos Relacionados

Ver Também

Close
Close
Close