ArtigosOpinião

Antevisão Quake Champions

Em estilo de antevisão a Bethesda convidou a Zwame a testar uma Build Beta de Quake Champions, permitindo que durante algumas horas eu fosse relembrar uma sensação que estava perdida dentro de mim desde 1999. As memórias de jogar Quake III Online emergiram pelos meus dedos e lembraram-me que já passaram tantos anos, que já estou a ficar velho para tanta rapidez e os meus maus hábitos recentes a jogar penalizaram-me imenso.
Com Quake Champions a Id Software e a Bethesda pretendem alcançar um objectivo muito simples: trazer de volta os fãs de Arena Shooters e agarrar novos fãs nesse estilo de jogo.

A ideia que Quake Champions transmite imediatamente é que estou jogar uma modernização do Multiplayer de Quake III, com o seu ritmo frenético do passado e uma mistura de mecânicas associadas a personagens (Champions). Para colmatar mais essa modernização o jogo assenta na base do free-to-play, com a intenção da Bethesda de angariar mais jogadores no concorrido mercado de ofertas de jogos Online.

O apelo deste novo Quake é mesmo os seus Champions. Mais do que uma Skin, cada um dos seus personagens transforma a abordagem que temos de incutir em nós próprios. Não só a nossa escolha de Champion afecta o modo como vamos jogar como também o conhecer da personagem que estamos a defrontar implica um pouco mais de rigor no confronto do que apenas a pontaria e os reflexos.
Nas horas que testei a Build fornecida já foi possível obter boas indicações de balanço. A nível de armas continua tudo muito semelhante ao que já existia no passado, com o jogador a ter de avaliar o fator risco-recompensa que o uso de cada uma proporciona.
O design dos 3 mapas que estavam presentes é bom e com linhas de tiro inteligentemente criadas, com o boost de damage (quad Damage) normalmente num local central e facilmente alinhado ás miras de todos os jogadores. Apesar de serem boas arenas nenhuma se destacou ou sequer conseguiu cativar…diga-se que são funcionais!

As personagens que se puderam testar, sobre as quais temos noticiado na Zwame sempre que lhes foram atribuídos Trailers de apresentação, fazem aquilo a que se pretendem. São um modo de introduzir um pouco mais de opções na jogabilidade rápida e precisa de Quake.
As diferenças entre elas baseiam-se no montante de energia de saúde, velocidade e habilidades especiais através do uso do poder que cada uma oferece.
Exemplificando: Visor consegue ver pelas paredes, Nyx coloca-se invisível por algum tempo e Clutch tem um escudo de energia que a torna mais resistente ao dano.
Os poderes e diferentes estatísticas entre as personagens não são tão grandes como num Overwatch, mas são suficientes para dar um Twist na jogabilidade tradicional de Quake, conservando na mesma a sua essência.

Tecnicamente não tive problemas com o jogo, correndo facilmente a 1080p e 60fps num pre-set High. No final do artigo partilho a informação do PC utilizado.

Esta Beta deixou-me expectante para a versão final do jogo, no entanto há várias coisas a melhorar, nomeadamente o tempo entre jogos. Desde o matchmaking ao tempo que decorre entre o fim e o início do próximo jogo. Quake é um jogo rápido e também se pretende que seja rápido entre rondas!
Outro ponto negativo, que pode ser alterado a qualquer momento, é o factor free-to-play actual. Quake Champions começa com o roster de personagens bloqueado, limitando o jogador ao Ranger que é a personagem base do jogo. Para se ter acesso a outras personagens o jogador tem de gastar créditos que são obtidos no jogo para alugar outro Champion durante 24 horas, ou então comprá-lo diretamente com dinheiro real. Penso que seria melhor o jogo deixar-nos testar os vários Champions em vez de bloquear o jogador a isso, porque assim perde-se de imediato o acesso ao melhor do jogo.
Aguardo pela versão final pois certamente a equipa ainda tem muito para melhorar no jogo e com cada vez mais jogadores a terem acesso á Beta o feedback recolhido será crucial. Até lá, vou tentando novamente a adaptação ao ritmo frenético deste Quake III dos tempos modernos.

Nota editorial: a produtora/distribuidora forneceu uma chave de acesso para efeitos de antevisão do jogo.
Sistema utilizado: I5 [email protected]4,2ghz, 8Gb ram, Rx 480, Windows 10

Botão Voltar ao Topo