Análises

Concrete Genie

Uma aventura muito pessoal

Versão testada: PlayStation 4 Pro

Pinturas que ganham vida. Eis aquela que poderia ser uma descrição bastante simplificada do que vem oferecer Concrete Genie, um exclusivo PlayStation desenvolvido pela PixelOpus, no qual a arte gráfica em movimento torna-se ela própria no mecanismo de jogabilidade principal deste título.

Em Concrete Genie acompanhamos a história de Ash, um jovem sonhador vítima de bullying, que procura dar vida com o seu livro de desenhos à outrora vibrante localidade de Denska, mas agora um sítio triste, cinzento e poluído. É pela arte dos seus desenhos, cujos esboços este vai recolhendo pela cidade que, através do uso de um pincel mágico, consegue recriar nas paredes dos edifícios toda uma variedade de pujantes criações artísticas, com cores vibrantes e que ganham vida e que permitem a Ash progredir no objectivo final que é espalhar a cor e luz a todos os diferentes locais de Denska.

Para progressão no processo de criação artística, Ash vai dando vida a vários génios que possuem poderes diferentes e é na conjugação e combinação das suas várias características que a magia acontece, ao possibilitar a progressão no jogo na resolução dos diferentes puzzles e obstáculos que é necessário ultrapassar. Por exemplo, um génio permite fazer soprar e movimentar objectos pesados, outro consegue transmitir energia eléctrica a disjuntores desligados e outros conseguem ter características diversas que resultam em poderes diferentes os quais vão sendo criados com os esboços que vamos recolhendo. Infelizmente, a vertente de criação artística está um pouco limitada pela necessidade de escolhermos os esboços e formas corretas para interagir com os génios, pelo que estamos condicionados às escolhas que estes nos obrigam a desenhar. Nesse aspecto, poderia existir maior liberdade criativa sem ficarmos com a noção de apenas nos cingirmos às opções dadas como se de uma mera cópia se tratasse, para que tenhamos os génios a colaborar connosco.

Neste jogo, a jogabilidade ao nível da criação artística dos desenhos que ganham vida e cor, tendo por base os vários esboços coleccionados, é feita através dos sensores de movimento do comando Dualshock 4, pelo que temos que intervir directamente nos movimentos necessários para que os esboços pré-feitos ganhem as formas e dimensões adequadas. É um processo relativamente simples em termos da configuração do comando, mas por vezes a precisão no desenho a criar é um pouco afectada pelos movimentos no ar que temos que fazer, os quais podem não recriar na totalidade do ecrã de jogo, o que se pretende pintar. Em Concrete Genie vamos dando cor a várias áreas da localidade de Denska, tendo como guia orientador um mapa que permite identificar os locais que devem ser iluminados, os esboços que podem ser apanhados ou os locais onde podem ser criados e localizados os vários génios que nos vão ajudar. O jogo é bastante simples e felizmente, apesar de na sua premissa podermos pensar que estamos perante um jogo repetitivo, à medida que progredimos vamos sendo confrontados com novas possibilidades de jogabilidade com a introdução da possibilidade de combate aos monstros, algo que dá alguma diversidade ao jogo. Por outro lado, os próprios jovens bullies que perseguem Ash, também se tornam num obstáculo a ultrapassar.

Infelizmente, em termos de performance, tendo jogado na PS4 Pro, tenho que sinalizar algumas notórias quebras de framerate nos espaços mais abertos, sendo algo eventualmente corrigível num patch a lançar no futuro, mas que marca negativamente a qualidade deste título. Por outro lado, para um jogo que se baseia nas criações artísticas e na arte em movimento, a ausência de HDR que permitiria novos layers de luminosidade nos ecrãs compatíveis, melhorando a experiência visual, deve ser criticado, até mesmo face aos exclusivos PlayStation da actualidade, em que este é uma característica técnica já incluída por defeito. Quem sabe, no futuro, este será um título melhorado com tal possibilidade.

O jogo em termos de duração, não ultrapassou as 6 horas e pode ser considerado um jogo artístico AA, face aos valores de produção envolvidos e a dimensão do mesmo no seu todo. Concrete Genie é um intensa experiência visual, onde a criação artística se torna arte em movimento e através da qual, o nosso protagonista quer devolver a vida a Denska. Conseguirá ele ultrapassar todos os obstáculos com que se vai enfrentar pela frente?

Nota editorial: Cópia fornecida pela editora para efeitos de análise.

Veredito

Nota Final - 8

8

Apesar de alguns problemas de performance, Concrete Genie é uma aventura marcante e uma experiência visual intensa, que levará os jogadores numa jornada marcante.

User Rating: Be the first one !
Back to top button
Close
Close