Análises

Zombie Army 4: Dead War

É a 2ª Guerra Mundial... mas com Zombies.

Versão testada: Playstation 4 Pro

Para quem desconhece a série Zombie Army, desenvolvida pela Rebellion, é um spin-off da franquia Sniper Elite. Trata-se de um jogo de acção na terceira pessoa em que podemos jogar a Solo ou em modo cooperativo. O jogo consiste em abater milhares de Zombies.

Já imaginaram que os nazis, incluindo o Adolf Hitler, que foram mortos na 2ª Guerra Mundial de repente serem ressuscitados como Zombies? Impensável, certo? Cabe a quatro heróis (Boris, Jun, Karl e Shola) voltar a enterrar essa malta toda.

Não é de estranhar se o jogo for familiar para quem vem dos Sniper Elite, só que neste Zombie Army 4: Dead War temos mais acção e menos Stealth. As bullet kill cameras estão presentes como sempre. É sempre muito bom deter (e ver) dois ou mais zombies com uma só bala da nossa rifle ou ver os crânios dos zombies a explodirem em mil pedaços. Se o utilizador estiver farto disto, sempre podemos editar as Bullet Kill Cameras.

Temos três modos de jogo presente no Zombie Army 4: Dead War – Campanha, Horde e o Weekly Event. Vamos começar com o primeiro. Na campanha, primeiro temos de fazer os nossos loadouts, que incluem arma primária, arma secundária, pistola, melee, perk, item mods e a nossa personagem. Rifles, Assault Rifles, Shotguns e Subamachine Guns são das poucas armas que estão presentes no jogo, para além das pistolas. E não esquecer que as armas podem levar melhoramentos (através dos upgrade kits), Skins, Charms e Reticles. Todas as personagens têm os seus pontos fortes e fracos.

Não há muito dizer sobre a campanha. Sobreviver, Tower defense, matar zombies para desbloquear certas áreas são o principal foco em Zombie Army 4: Dead War. No modo horde temos que sobreviver às ondas de Zombies (até às 12 ondas ou mais). A versão base do jogo tem quatro mapas: Into the Darkness, Villa Della Morte, Dead in the Water e o The Bitter End. Seja no modo Campanha ou no mode Horde, temos a possibilidade de escolher a dificuldade: Easy, Medium e Hard. Sobre este último nível de dificuldade: os inimigos são mais duros e tiram mais vida, as balas são afectadas pela gravidade e pelo vento, e Friendly fire está presente. Mas honestamente, não senti quase diferença nenhuma do Easy para o Hard. Não esquecer que podemos utilizar Granadas (Frag, Incendiárias, Shock) e minas (normais, incendiárias, Shock) durante as missões da Campanha, Horde ou no Weekly Event, de forma a conseguir derrotar grupos de zombies mais facilmente.

Para além disso, durante as missões da Campanha, no modo Horde ou no Weekly Event, podemos utilizar algumas armadilhas em redor da área que podem ser usadas a nosso favor: barris explosivos e redes elétricas, por exemplo. Mas atenção que essas coisas também são mortíferos para nós. E não pensem que existem só Zombies normais, temos Zombies especiais como o Suicider (carregados de explosivos direitinho para nós), grandes Zombies com armas pesadas (que também podemos utilizá-las durante as missões) como a Heavy MG e o Flamethrower e assim por adiante. E por último, temos o modo Weekly Event. Se gostam de desafios semanais, este é o modo certo para vocês. Trata-se de um modo com certas regras para passarmos no desafio. Por exemplo: mapa Dead Ahead (Campanha), dificuldade mediana, sem arma secundária.

Em relação ao modo cooperativo online, nos poucos jogos que fiz, sinto que o netcode da Rebellion neste Zombie Army 4: Dead War é estranho, mesmo com as melhores ligações. Porque quando disparo uma bala da minha Rifle no inimigo, a mesma parece que demora quase um segundo em atingir o alvo. Até mesmo à curta distância. É algo que na minha opinião não encaixa. Para aqueles que querem cooperativo offline, Zombie Army 4: Dead War não é para vocês porque não tem co-op offline.

Infelizmente em termos visuais Zombie Army 4: Dead War não é nada de especial e acho que podia ter sido melhor trabalhado, mesmo com a opção quality (30 FPS). Felizmente também temos a opção “Performance” que nos garante 60 FPS’s fluídos na PS4 Pro. A banda sonora também passa completamente despercebida. Como se isso não bastasse, a Rebellion tem que fazer uns ajustes nas legendas porque são demasiado pequenas. No geral o jogo em si não é mau; até que é divertido e tem coisas engraçadas como as Bullet kill Cameras e os Weekly Events, mas pouco mais. A falta do cooperativo offline e de alguns aspectos técnicos que podiam ser melhores tornam o Zombie Army 4: Dead War num jogo mediano.

Nota editorial: Cópia fornecida pela editora para efeitos de análise. Esta análise foi feita após a actualização 1.02.

Veredito

Nota Final - 6.5

6.5

A falta do cooperativo offline e alguns aspetos técnicos que podiam ser melhorados obrigam-nos a procurar por melhores jogos cooperativos, como o Strange Brigade.

User Rating: Be the first one !
Back to top button
Close
Close