Análises

Under Night In-Birth Exe:Late[cl-r]

3th Clause. DIVIDE!

Versão testada: PlayStation 4 Pro

Primeiro Under Night In-Birth Exe:Late, depois Under Night In-Birth Exe:Late[st] e, por fim, chega a 3ª versão versão completa: Under Night In-Birth Exe:Late[cl-r] (lê-se “clear”). Sim, eu sei que tem um nome esquisito como se alguém tivesse dormido em cima do teclado, mas apesar disso, é um jogo de enorme qualidade como seria de esperar vindo da Arc System Works e da French Bread. E é a primeira vez que este jogo de luta 2D chega à Nintendo Switch.

A história do jogo dá conta que algumas regiões do Japão foram afectadas por um estranho acontecimento chamado Hollow Night, que atraiu várias criaturas sombrias, chamadas Voids, e que utilizam um poder chamado EXS (ou Existence). Estes Voids têm como missão caçar as pessoas que têm a capacidade de sentir, ouvir e ver as criaturas sombrias. Muitas personagens do Under Night ficaram envolvidas neste estranho fenómeno e algumas estão ligadas em certos clãs com missões diferentes. Por exemplo, os Yatos e os Licht Kreis lutam contra o mal, mas com prioridades diferentes. Os Yatos tem como prioridade de destruir as criaturas negras, enquanto que os Licht Kreis tem como prioridade manter a ordem e proteger os inocentes. Já os da Amnesia são um grupo conflituoso e planeiam parar a influência dos Yatos e dos Licht Kreis.

Mas adiante. Vamos começar com as novidades em comparação com a versão anterior, que foi Under Night In-Birth Exe:Late[st]. Se temos uma personagem utilizadora do fogo (Wagner), esta nova personagem, chamada Londrekia, usa gelo como habilidade (é só a mim que me faz lembrar Jin Kisaragi da série BlazBlue?). Certíssimo, trata-se de mais um membro do grupo Licht Kreis a juntar-se à luta. E temos também uma nova arena chamada “Art Museum of Light and Water”.

Under Night In-Birth Exe:Late[cl-r] tem novos movimentos e sofreu imensos ajustes no que toca ao balanceamento das personagens. Para aqueles que têm a versão [st], não se preocupem, porque o mesmo recebeu um patch com esses novos movimentos e balanceamentos. Além disso, temos mais esquemas de cores para as personagens e a galery foi expandida com novos conteúdos como arte conceptual e as Special Voices.

Sendo um jogo de luta 2D que utiliza sprites, é sem surpresa graficamente inferior ao Dragon Ball FighterZ, mas não deixam de ser bons no geral. Se a banda sonora do Under Night já era muito boa, com a adição do Icefield White Night (tema do Londrekia) e do Incompatible Relation (tema Londrekia vs Wagner), ficou fenomenal. A nível de modos de jogo, Under Night In-Birth Exe_Late[cl-r] não traz novidades, apresentando os habituais Arcade, Chronicles (modo história), Versus, Network, Score Attack, Time Attack, Survival, Training, Tutorial e o Mission. O modo Chronicles devia ter adicionado uma história sobre o Londrekia, mesmo que este modo tenha diálogos exageradamente longos (apesar de na minha opinião ter uma boa história).

Sei que quem leu a minha review à versão Under Night In-Birth Exe:Late[st] sabe isto, mas para quem só agora está a tomar conhecimento da existência deste jogo, Under Night utiliza um sistema de quatro botões, nomeadamente “A – Light attacks”, “B – Medium attacks”, “C – Strong attack”s e “D – Universal mechanic”. Este último tem como função recarregar a GRD gauge (barra do meio) e esperar 7 segundos (se a nossa GRD gauge for maior que a do adversário) até que a mesma começa a piscar (Vorpal). Com isso, podemos preencher a nossa EXS gauge através da técnica Chain Shift.

Também podemos realizar golpes como o Grab (A + D), extra attack (B + C) ou um golpe muito poderoso, chamado Infinite Worth EXS (A + B + C + D), que só pode ser feito se a personagem tiver a barra de EXS a 200 e a barra de vida nos 30%. Essa barra de EXS se estiver nos 100 ou mais, também pode ser utilizada para uma espécie de “Awakening” (Veil Off ou o Cross-Cast Veil Off), o que torna os ataques ligeiramente mais poderosos. Existe uma enorme variedade de combos, sendo que alguns deles são complicados de executar (mas não tão complicados como as do Persona 4 Arena Ultimax), o que pode afastar alguns jogadores principiantes no género. Os combates (1 vs 1) tal como na versão anterior do jogo, são super fluídos e equilibrados.

Felizmente o Network, o modo multiplayer aqui presente, não tem um sistema tão complicado e desnecessário como o que existe em BlazBlue: Cross Tag Battle e Dragon Ball FighterZ quando se trata de querermos jogar com algum amigo nosso. Basicamente é isto: Start Player Match > Create Room > Send Room Invitation. Nada mais simples do que isto e muito mais prático dos que os dois jogos anteriormente mencionados.

No geral, apesar de achar que também podiam adicionar mais uma ou outra personagem, Under Night In-Birth Exe:Late[cl-r] é um jogo de luta soberbo. Mas tendo a versão [st], vale a pena adquirir a versão [cl-r]? Não, pois o preço do upgrade é demasiado alto para o novo conteúdo adicionado. Porém, é sem dúvida recomendado para todos os fãs de jogos de luta que passaram ao lado da versão [st].

Nota editorial: Cópia fornecida pela editora para efeitos de análise.

Veredito

Nota Final - 9

9

Se Under Night In-Birth Exe:Late[st] já era muito bom, esta versão [cl-r] tornou o jogo ligeiramente melhor.

User Rating: Be the first one !
Back to top button
Close
Close