Notícias

Novo relatório revela mais alegações de assédio sexual na Ubisoft

O jornal francês Libération publicou recentemente um relatório que vai mais fundo sobre a cultura de trabalho tóxica dentro da Ubisoft, incluindo mais alegações de assédio sexual.

Alegadamente, Serge Hascoet, director de criação na Ubisoft, tem tido um papel activo na promoção deste tipo de comportamento tóxico dentro do estúdio, e Yves Guillemot, CEO da companhia, aceita tal comportamento por parte da restante chefia desde que os resultados sejam bons.

No início deste mês, Maxime Béland, director criativo de Splinter Cell e Far Cry, deixou a Ubisoft devido a acusações de assédio sexual. Além disso, mais dois executivos e vários outros colaboradores foram colocados em licença sem vencimento pelo mesmo motivo

Posteriormente, em comunicado, Guillemont detalhou várias mudanças para lidar com o assunto. Além das investigações que estão actualmente a decorrer, também foi anunciada a criação de uma plataforma online confidencial, gerida por uma outra empresa externa, onde é possível reportar situações de assédio.

Porém, este novo relatório publicado pelo jornal Libération pinta um quadro bastante mais negro sobre a situação existente dentro da Ubisoft. Em baixo, segue uma tradução de alguns pedaços do artigo, feita por Thomas Bidaux , CEO da ICO Partners.

Visitem o nosso fórum!

Ricardo Silvestre

É o editor da ZWAME Jogos e faz um pouco de tudo no site. Gosta em particular de jogos de corrida, jogos de luta e RPG's, mas também não diz que não a um bom jogo com loot.
Back to top button
Close
Close