Análises

Xbox One X

Directo aos factos: a Xbox One X é a consola mais impressionante neste momento no mercado! Outro facto é que mais pixéis no ecrã não equivalem a mais divertimento…
Venham conhecer a minha experiência com a consola usando-a diariamente durante 2 semanas.

Arranjar espaço no móvel da TV para mais uma consola já é um hábito regular aqui por casa, trocam-se uns cabos, metem-se outros e, neste caso, retira-se a “velhinha” Xbox One comprada no lançamento do UK (err….Portugal tier 2 launch…). Enfiar a Xbox one X no lugar ocupado até agora pela One original foi das tarefas mais fáceis de fazer neste meu procedimento que executo com tanta alegria desde os tempos que as consolas ainda eram comparadas pelo seu número de bits. A Xbox One X é pequena, pesada e tem um acabamento brutal. A sensação ao pegar nela transmite de imediato que é especial, com uma construção sólida e o seu peso mostra que lá dentro aquilo está atulhado de hardware. Felizmente sabemos que não foram escolhidas peças ao acaso lá para dentro, foi tudo genialmente pensado e organizado para que, com um valor e uma data de lançamento como alvo, pudéssemos ter o melhor hardware possível dentro desta pequena caixa.

O processo de mudança da minha Xbox One para a nova X foi feito poucos minutos. Após uma atualização peguei no meu disco externo e liguei a uma das 3 portas USB 3.0 disponíveis na consola. Quem não usa disco externo pode sempre usar o método de transferência por rede doméstica entre as duas Xbox.
O seu sistema operativo é o mesmo que se encontra presente em toda a família de consolas Xbox One, o que pode ser bom ou mau consoante o gosto pessoal de cada um. Infelizmente a sua resolução não é nativa a 4K, sendo usado um upscale da imagem e não é sempre mais rápido que na consola original.

O comando tem ligeiras diferenças com as duas versões anteriores, quase que passam despercebidas ao olho nu, mas é ao pegar nele que se nota algo diferente. Um detalhe tão pequeno mas que muda de imediato a sensação ao usá-lo. Estou a referir-me á textura subtil na parte traseira, dando a sensação de ser areado e transmitindo um pequeno grip adicional que gostei imenso. Esta é uma das diversas opções que se encontram no programa Design Labs mas adorei o facto de a Microsoft o ter tornado standard nesta consola.
O som que a consola emite é quase impercetível, até o meu disco Externo faz mais barulho que a consola e apesar do seu tamanho a consola não aquece tanto como esperava.

E os jogos? Os jogos são aquilo que é preciso ver ao vivo para apreciar a performance da consola. Eu já tinha visto imensos vídeos comparativos da consola, e muitos podem alegar que já se notam as diferenças nesses vídeos mas…meus amigos, se têm uma boa Tv 4K com Hdr (cá em casa mora uma LG Oled C6) e alguém vos perguntar o que a nova consola faz, metam o Forza 7 a correr no vosso ecrã e passem-lhes o comando para as mãos.

A maior questão que se levantava antes da aquisição desta consola era perceber se a diferença em qualidade de imagem realmente saltava á vista ou seria algo que passasse despercebido á maior pate dos jogadores. Dito isto, não vou comparar pixéis, resoluções nem frame rates, pois não falta informação sobre isso nos especialistas do costume, porque a mim interessa-me a experiencia visível no meu ambiente de jogo.
Posso dizer que fiquei verdadeiramente surpreendido! Jogos como Halo 5, Gears of War 4, Shadow of War, Rise of the Tomb Raider e entretanto muitos outros que já foram lançados, ou que estão a sair neste momento, têm melhoramentos palpáveis, fruto de atualizações dedicadas especialmente a este hardware.
Não é preciso ser-se um expert em jogos ou imagem para se verem essas melhorias e uma das coisas que mais me deixou agradado com a consola é que toda a minha biblioteca teve melhoramentos, até os jogos da Xbox 360 mostram pequenas diferenças visíveis a qualquer pessoa e isso é simplesmente incrível.

Esta não é uma consola para toda a gente, é uma consola tabelada e criada para uma experiência premium, tal como a Playstation 4 Pro. A Microsoft oferece uma melhor experiência nesse especto que a Sony com a sua Ps4 Pro, mas também se encontra presa á mesma geração de jogos da Xbox One e Playstation 4, portanto a sua compra nunca poderá ser recomendada mas sim estabelecida pelo uso pessoal e espectativas de cada um de nós.
Têm uma TV 4K? Ótimo, esta é a consola que atualmente tira melhor partido dessa TV e a melhor consola para jogarem os jogos multiplataforma.
Comecei por dizer que mais pixéis não significam mais divertimento (a Nintendo Switch manda cumprimentos); a Microsoft prometeu a consola mais poderosa do mundo e nisso cumpriu, agora precisa de se focar em trazer mais jogos que mostrem as reais capacidades deste monstro.

Nota editorial:
A consola Xbox One X e todos os jogos testados para a elaboração deste artigo foram adquiridos pelo autor do mesmo.

Veredito

Nota Final - 8

8

Comecei por dizer que mais pixéis não significam mais divertimento (a Nintendo Switch manda cumprimentos); a Microsoft prometeu a consola mais poderosa do mundo e nisso cumpriu, agora precisa de se focar em trazer mais jogos que mostrem as reais capacidades deste monstro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver Também

Close
Close