Análises

Detective Pikachu

Pikachu usou dedução!

Versão testada: Nintendo 3DS

Nem todos os Pikachu são lutadores, alguns dedicam-se a concursos de beleza, outros fornecem electricidade a hospitais Pokémon; este decidiu ser detective.

No meio de uma investigação, Pikachu e o seu parceiro Harry Goodman envolveram-se num acidente de carro que deixou o Pokémon sem memória e Harry desaparecido. Frustrado por não conseguir falar com humanos, Pikachu junta-se à única pessoa que o compreende – Tim Goodman, o filho do seu companheiro – para encontrar Harry. Controlando o Tim, temos de reunir testemunhos e pistas para resolver uma data de mistérios que, de uma maneira ou outra, se interligam com o desaparecimento de Harry.

Ryme City, a cidade onde se passa o jogo, poderia ser um local tirado do mundo real não fosse a coexistência de humanos com Pokémon. De facto, um dos grandes atractivos do jogo é a maneira como mostra os Pokémon a viver em sociedade com humanos num meio mais realista e terra-a-terra que o normal nos vários jogos da série. Com óptimas animações e até as vozes vindas da série e filmes, a maneira como os Pokémon são mostrados e interagem com o mundo à sua volta tornam a apresentação coerente e credível. Com as pequenas zonas de jogo separadas por curtos loadings, os gráficos conseguem ser extremamente bons para a 3DS, se bem que não há qualquer utilização do 3D estereoscópico.

Claro que a grande estrela é o grande Detective Pikachu, ele até pode ser inútil numa batalha, uma vez que não consegue usar qualquer ataque e está em péssima forma física, mas o seu intelecto e capacidade de falar com outros Pokémon são indispensáveis para resolver os casos. Apesar de ficar especialmente adorável com o seu chapéu à la Sherlock Holmes, Pikachu tem a personalidade de um detective hard-boiled; orgulhoso, convencido e mulherengo, o contraste entre o que esperamos do fofo rato amarelo e o que lhe sai da boca com uma voz grossa (não, não é o Danny deVito) é hilariante. Em qualquer momento podemos falar com ele, desencadeando pequenas cenas onde nos dá dicas, interage com o cenário ou Pokémon à nossa volta, ou simplesmente diz e faz disparates. Há mais de 150 destas cenas, se falhaste algumas e as queres apanhar todas, podes sempre usar a irresistível e gigante amiibo do Detective Pikachu para as ver.

Não se pode dizer que os mistérios sejam propriamente difíceis de resolver, perceber o que aconteceu e quem são os culpados é quase como perceber quem é o assassino numa série de polícias assim que ele aparece no ecrã. Mesmo sem as ajudas do modo mais fácil, o jogo guia-nos bastante (demasiado até) quanto ao que temos de fazer e aonde. Falando com toda a gente e recolhendo todas as pistas, chega a altura de consultar as nossas notas e provas no ecrã táctil para chegar a uma conclusão; por norma, é uma questão de arrastar os ícones dos testemunhos ou provas certas para o sítio certo de um diagrama ou mapa. Por vezes é frustrante ter de escolher especificamente o que o jogo quer de nós quando há outras alternativas lógicas – algo que será familiar a quem jogou Ace Attorney por exemplo -, mas errar nunca é um problema, basta tentar de novo e visto que não há qualquer penalização e o conjunto de hipóteses é reduzido, é demasiado simples ir lá por tentativa e erro. Juntando isto ao facto de toda a gente no jogo ser tão inteligente e perspicaz como uma pedra de passeio e por vezes haver falta de coerência entre o que já foi aprendido e os diálogos que surgem, resolver um caso não dá grande sentimento de realização. A simplicidade dos casos e constante repetição e exposição de factos torna claro que a dificuldade é ajustada para os mais novos, o que poderá ser um problema visto que o jogo não está traduzido em português.

Detective Pikachu não te vai fazer puxar muito pelos neurónios ou entrar em choque com as reviravoltas no enredo, mas com um afável e variado elenco, bom sentido de humor e uma perspectiva diferente de um mundo com Pokémon, são umas cerca de 12 horas de investigação e dedução light bem passadas e que dão bastante vontade de ver o conceito levado mais longe.

Nota editorial: Cópia do jogo e amiibo fornecidas pela editora para efeitos de análise.

Veredito

Nota Final - 6.5

6.5

Detective Pikachu é fácil e previsível, mas mostra um olhar refrescante sobre universo Pokémon e é difícil não querer seguir a aventura e as suas personagens até ao fim.

User Rating: Be the first one !
Close
Close