Artigos

Primeiras impressões: The Legend of Zelda: Link’s Awakening

O anúncio da sequela do Breath of the Wild fez-me soltar gritinhos, mas isso não diminuiu a minha vontade de jogar o remake de The Legend of Zelda: Link’s Awakening. Esta demonstração estava limitada a quinze minutos, mas ninguém me conseguiu impedir de a experimentar cinco vezes.

Começando mesmo no início do jogo, pude explorar a Mabe Village, a Mysterious Forest e a primeira masmorra, a Tail Cave. Estava lá tudo o que me lembrava do original do Game Boy: a espada perdida na praia, os mini-jogos de pesca e da garra, os miúdos a jogar à bola e, claro, a loja onde consegui roubar a pá após algumas tentativas.

Foi impossível não sorrir ao voltar à ilha de Koholint, desta vez com o aspecto de um diorama povoado de bonecos vivos. O jogo está lindíssimo; a minha primeira volta pela demo foi passada quase só a admirar todos os detalhes dentro das casas e as personagens adoráveis. A única coisa preocupante foi o framerate, que tinha quedas muito notórias até em locais simples. Esperemos que a Grezzo e a Nintendo EPD resolvam o problema até ao lançamento. Como é costume em jogos da Nintendo, não parece haver nenhum tipo de anti-aliasing, o que foi especialmente óbvio por estar a jogar muito perto de uma televisão grande.

Agora que o jogo está numa consola com mais do que dois botões, é muito menos irritante mudar de itens, uma vez que temos botões dedicados para a espada e escudo e podemos escolher itens para os botões X e Y. O movimento do Link continua a ser apenas em oito direcções, o que é um passo atrás em relação ao A Link Between Worlds, que nos deixava controlar em 360º, ainda para mais a 60 FPS. No entanto, é provável que esta decisão tenha sido tomada por razões de equilíbrio com o desenho dos mapas do jogo, especialmente as masmorras, dado que são fiéis ao original.

Sendo o remake de um jogo fantástico, este novo The Legend of Zelda: Link’s Awakening tem tudo para ser uma parte imprescindível de qualquer colecção da Switch e jogar a demo só me deixou mais em pulgas para que o jogo saia.

Agradecemos à Nintendo por nos ter graciosamente recebido no seu showroom para experimentar as demos que estiveram presentes na E3.

Visitem o nosso fórum!

Back to top button
Close
Close